Liderar e equipar: Os dois grandes desafios.

Liderar e equipar: Os dois grandes desafios.

Por: Ray Hollenbach | http://studentsofjesus.com

Jesus é cheio de surpresas: Como que o governador do mundo pode se tornar um exemplo de obediência? Como pode o objeto de adoração se tornar um exemplo de como adorar com coração, alma, mente e força? Como pode o Filho de Deus perfeito chamar outros a segui-lo, e depois demonstrar o caminho a seguir? É parte de seu gênio, sua glória, sua natureza. Além disso, ele não só nos mostrou como é feito, ele nos autorizou a fazer o mesmo. O verdadeiro discipulado é fazer um caminho para que os outros se aproximem do Pai. Apenas falamos sobre Jesus, muitos de nós estão confortáveis com este paradoxo, porém o mais surpreendente – ele nos chama a fazer o mesmo.

O registro do evangelho demonstra que Jesus teve uma vida de obediência ao Pai e nos chamou para essa mesma obediência. Porém Jesus não nos deixou lutando sozinhos com essa obediência. Jesus, o Mestre que ensinava, também era o Mestre que equipava:

“Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.” (João 16: 12-15).

Como seus seguidores, somos chamados a fazer discípulos, bem como, ensina-los a obedecer a tudo o que ele mandou. Existem dois grandes problemas na tentativa de viver de acordo com a nossa missão hoje : Primeiro, muitos de nós vemos o discipulado apenas em termos de seguir a Jesus, e quase nunca em termos de liderar os outros. Em segundo lugar, se tentarmos liderar os outros, correremos o risco de dizer a outras pessoas para obedecer a Jesus sem realmente equipá-las para obedecê-Lo. Ambos os desafios são críticos para o nosso desenvolvimento pessoal como discípulos de Jesus. Nosso crescimento espiritual depende de aceitar esses desafios. E o destino dos outros depende também da nossa resposta.

Liderando outros: Quantos de nós recebemos o chamado para o discipulado como um chamado pessoal de Deus para se tornar um líder? Podemos chegar a ele porque precisamos de um Salvador, mas, se optarmos por nos tornar um seguidor de Jesus, também precisamos perceber que realmente nós somos? Mesmo escolhendo a responsabilidade de liderar os outros. Isto é o que significa segui-lo: agimos em Seu Nome na vida dos outros. É mais do que “compartilhar nossa fé”. É assumir a responsabilidade pela vida das outras pessoas até que elas sejam maduras em seguir a Jesus. Ele nos mostrou – de maneira muito prática – exatamente como funciona.

Equipando outros: Jesus deu a seus discípulos as ferramentas necessárias para ter uma vida saudável com Deus. Ele fez mais do que exigir; Ele fez mais do que apontar o caminho; Ele capacitou seus seguidores. Ele apontou para questões do coração (como em Mateus 5); Ele incluiu seus alunos como “parceiros” no ministério, dando-lhes experiências práticas (como em Mateus 10); E, como indica a passagem de João 16, ele os introduziu o Espírito Santo, abrindo efetivamente os recursos do céu a cada um de seus discípulos. E nós? Como discípulos, interagimos da mesma maneira com aqueles que Deus nos deu? Ensinamos sobre as questões do coração? Liberamos nossos alunos para o ministério? Nós os apresentamos ao Espírito Santo?

Primeiro: não podemos equipar outros até que nós acreditemos que somos chamados a lidera-los. Você não vai poder reclamar, “Eu não tenho ninguém para liderar.” Jesus é o nosso modelo: ele veio em obediência ao Pai e simultaneamente começou a liderar outros. Devemos fazer o mesmo, Deus providencia locais para nossa liderança: em nossas casas, entre nossos amigos, no trabalho ou na escola, ou em nossa igreja. Fomos chamados a mudar o mundo, permitindo que Deus nos mudasse e nos tornássemos agentes de mudanças por onde quer que Ele nos leve.

Você imaginaria que o discipulado exigiria tudo o que temos? Creio que o Mestre sim.

Traduzido sob autorização da http://studentsofjesus.com por: Murilo Mattos

Original: Leading and Equipping: Two Great Challenges



Ray HollenbachRay Hollenbach

Ray Hollenbach é marido, pai, escritor, pastor, empresário e estudante de Jesus. Ray tem mestrado em teologia pela Campbellsville University, e uma licenciatura em comunicações na Universidade Estadual de Illinois. Ele trabalha como instrutor adjunto na Campbellsville University. É o autor de  Deeper Grace , um livro concebido para alargar a nossa compreensão da graça de “salvação” para a transformação e  The Impossible Mentor , um livro sobre as fundações de discipulado.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s